2016-09-09

As empresas precisam focar toda sua atenção para o seu core business, ou seja, direcionar a energia dos gestores e colaboradores paras as atividades em que são especialistas e que demandam conhecimento específico no ramo de negócio. Para as demais atividades, como limpeza e conservação, segurança e apoio administrativo, terceirizar é a melhor opção. A terceirização, além de mais econômica a médio e longo prazo, permite que as empresas não percam tempo com pequenos detalhes e preocupações, que podem desviar a atenção nos objetivos traçados.

Mas é preciso pesquisar muito bem antes de contratar uma empresa terceirizada. Com o crescimento do mercado de prestação de serviços, muitas empresas surgiram no país. O problema é que algumas iniciaram as atividades sem conhecer o ramo e visando apenas lucro, sem se preocupar com a excelência no atendimento.

A Revista Veja, publicou um estudo de hábitos de consumo da consultoria Accenture, que revelou um prejuízo das empresas nacionais de 217 bilhões de dólares, somente em 2015, com desistência ou a migração de clientes insatisfeitos para a concorrência. Tudo isso, consequência do mau atendimento de algumas prestadoras de serviços brasileiras.

Por isso, é preciso fazer boas escolhas na hora de contratar uma empresa. O caminho é terceirizar certo e não apenas terceirizar.

E não são apenas as empresas privadas, que amargam prejuízos ao contratar serviços de uma empresa sem capacidade técnica para atendimento. Órgãos públicos também cometem o mesmo erro em algumas ocasiões. Cito como exemplo as Olimpíadas no Rio de Janeiro, onde o Governo Federal contratou uma empresa para disponibilizar 5 mil profissionais, que deveriam atuar nas arenas olímpicas e no entorno das competições. A empresa, que era de RH e não de segurança, apresentou no prazo acertado pouco mais de 500 funcionários (10% do necessário), justificando não ser capaz de contratar os profissionais para o exercício da função. Resultado: o contrato foi rescindido nas vésperas do início dos jogos e a Força Nacional precisou assumir todo o aparato de segurança emergencialmente.

Portanto fica a dica: o melhor, se não o único caminho para reduzir os custos da Administração Pública e de empresas privadas é a terceirização. Contratar empresas consolidadas no mercado e com experiência comprovada nas atividades a serem realizadas, minimiza os riscos de insatisfações e pode garantir maior qualidade nos serviços.