2016-10-24
Por Francisco Lopes de Aguiar – diretor-presidente

Quando se administra um negócio local, o empresário acompanha a rotina diária dos setores de perto. Sabe o nome de cada colaborador, conhece seus anseios e dificuldades e pode agir prontamente em caso de necessidade. Quando o negócio evolui e ganha proporções significativas, o primeiro passo é encontrar pessoas qualificadas e com perfil de liderança, para assumir responsabilidades na gestão compartilhada. Em uma empresa com matriz e filial, o empresário já não consegue estar nos dois locais ao mesmo tempo, e precisa delegar a missão de conduzir as equipes no caminho certo para alcançar o objetivo da organização.

Dependendo do crescimento, a tecnologia é a melhor alternativa para não perder o controle na gestão dos resultados. Uma boa ferramenta tecnológica, permite mensurar os ganhos, as perdas, deficiências e pontos a melhorar. Fica tudo registrado e pode ser usado como parâmetro em outros setores ou filiais da empresa, economizando tempo e dinheiro.

Cito como exemplo a Liderança Serviços, empresa que fundei em 1995, e surgiu em uma sala alugada, em um bairro de São José - SC. Em mais de 21 anos, a empresa cresceu, ultrapassou barreiras e hoje está presente em mais de 15 Estados, com cerca de 22 mil funcionários. Ficou impossível administrar in loco todas as filiais e conhecer a rotina diária de todas as cidades em que a Liderança está presente. A tecnologia facilita o acompanhamento à distância, seja na gestão de um contrato, no treinamento de uma equipe, divulgação de oportunidades e até mesmo como um canal de comunicação entre clientes internos e externos com a matriz. Exemplo disso é o Portal do Colaborador, que permite a interação dos funcionários com a empresa, reúne todas a informações administrativas do empregado e ainda serve para Pesquisa de Satisfação, para medirmos o clima organizacional.

Saber usar as ferramentas tecnológicas encurta caminhos, economiza recursos e padroniza os processos. Mas de nada adianta ter os melhores recursos, se os dados obtidos não forem considerados por quem os lê. A tecnologia aliada com a capacitação constante dos gestores e colaboradores, pode resultar em crescimento com qualidade, de maneira sólida, e portanto, deve ser explorada com inteligência.